Decoração até 60m²

Pois bem, como falei no post anterior, nosso futuro apartamento tem um pouco mais de 58m². Daí, quando fico pensando em todo esse pequeno tamanho, me vem a cabeça: não é porque ele vai ser pequeno, que ele tem que ser apertado, não é mesmo?

Eu sei que não vai ser fácil conseguir organizar tudinho, por isso já comecei a pesquisar sobre dicas, algumas bem interessantes. Uma coisa que já era meio óbvia na minha cabeça, diz respeito a móveis sob-medida… Certamente, essa é a melhor forma de aproveitar todos os cantos da casa, mas é sabido, também, que o investimento há de ser maior.

Durante minhas andanças pela internet a procura da “decoração ideal”, achei algumas dicas básicas:

– Ambientes com cor claras traz uma sensação de amplitude ao local;

– Pintar a parede da janela um tom acima das demais, transmite profundidade ao ambiente.

– Revestir toda a área social com um único piso, torna mais difícil perceber onde começa e termina cada ambiente. (:

– Quem tiver a possibilidade de integrar o ambiente, também é uma boa pedida.

– Optar por móveis com mais de uma função. Ex.: Uma mesa que vira painel.

Busquei algumas fotos:

Uma ótima ideia é abusar das prateleiras. Aproveite espaços improváveis, como cantos das paredes, colocando armários ou prateleiras feitas sob medida. O melhor de tudo é que é uma forma barata de organizar as coisas. Continuar lendo

Começou, agora já era!

Geralmente as pessoas planejam, ou pelo menos tentam planejar, suas vidas, mas com a gente as coisas meio que foram acontecendo…Quando vimos, já estávamos tão juntos, mas não éramos namorados e por livre e espontânea pressão do destino, oficializamos nosso namoro.

Toda essa aproximação se deu por parte da distância das nossas casas. Contraditório, não?! Era pra ser um namoro à distancia, são duas cidades diferentes, né!? Mas não, isso acabou resultando em uma vontade de ficar todo dia junto, seja por realmente querer uma pessoa ao seu lado ou simplesmente pra não fazer o percurso tão longo faculdadeXcasa sozinho. 😛 É sério, muitas vezes usávamos, ou pelo menos eu usava, essa desculpa para dormir na casa dele.

Pois bem, conforme o tempo passa, a vontade de ter a sua própria casa aparece junto com uma marquinha ou outra de expressão, e com a gente não foi diferente. Dessa vez, até que teve um mínimo planejamento possível, até porque não dá pra decidir de uma hora pra outra que você vai comprar uma casa. Apesar de já ter ouvido falarem que o boom imobiliário passou e os preços estão desacelerando, ainda não vi essa teoria refletir nos imóveis aqui do Rio de Janeiro. 😦

Na verdade, a vontade de sair da casa dos pais partiu do Yuri, até porque, ele já tinha “saído” de casa uma vez, para morar mais perto da faculdade, mas teve que voltar, quando o contrato acabou. Até então, ele estava procurando um apartamento pra comprar sozinho e várias vezes ficamos surpreendido, pois tínhamos que escolher entre um apartamento bom ou um lugar bom. Os dois, com o nosso salário, seria impossível – falei nosso, porque apesar dele querer pagar o apartamento, eu entraria pra compor a renda.

Depois de vááárias tentativas frustradas, eis que o destino dá uma dentro. Ainda não comentei sobre isso, mas o pai do Yuri tinha começado a investir em um apartamento na planta, até o convidou para fazer parte, mas na época, o Yu não tinha condições de arcar com mais essa despesa. O pai dele meio que ficou desmotivado por ter entrado nessa empreitada meio que sozinho e acabou por deixar o apartamento de lado, apesar de já ter pago algumas prestações. Continuar lendo