Portabilidade de Crédito

Queria que chegasse logo a parte boa, a parte que eu começo a decorar o apê, comprar os eletrodomésticos e tudo o que precisa. Mas infelizmente, ou, felizmente, o apartamento só vai ficar pronto em junho do ano que vem. Coloquei felizmente, porque eu não tenho o dinheiro agora pra pegar as chaves. hahaha

Como o meu apartamento está na planta, nesse primeiro momento eu pago diretamente pra construtora e só quando eles me entregarem a chave é que eu vou começar o financiamento. aí é que o bicho pega

Com isso, eu já to buscando o melhor tipo de financiamento e o melhor banco. Nessas minhas andanças, me interessei por um assunto, não muito divulgado pelos banco: Portabilidade de Crédito.

A portabilidade de crédito nada mais é do que a possibilidade de trocar a sua dívida do seu atual banco para outro que esteja oferecendo melhores condições naquele período.

O que é preciso pra realizar essa portabilidade? Primeiro você tem que pesquisar qual o banco está com a melhor taxa. Feito isso, peça ao banco o total do saldo da sua dívida e leve ao novo banco, com a taxa inferior, para fazer uma simulação. Solicite também todos os custos que serão incorridos nessa portabilidade.

Com esses valores em mãos, comece a fazer as comparações pra se certificar se realmente vai ser benéfico. Ah, e não deixe de conversar com o gerente do banco em que você possui a dívida, pra tentar uma redução de taxa.

Alerta: A quitação de sua dívida com o banco do qual pretende transferir sua dívida deve ser feita pelo banco para onde você a está levando, e não por você.

Algumas coisas que é preciso saber:

– O banco que você está levando a dívida, pode negar a portabilidade, mas deverá escrever os motivos de recuso para você. Já o banco que possui o crédito não pode negar o fornecimento de nenhuma informação e nem criar dificuldades.

– As dividas que podem participar dessa portabilidade: cartão de crédito, cheque especial, financiamento de veículo, crédito imobiliário, crédito pessoal e crédito consignado.

O que pode ser cobrado? A portabilidade não prevê a cobrança de tarifas e NÃO pode fazer parte de uma operação casada. Ou seja, faço a portabilidade se você adquirir tais serviços do banco. Assim como também não pode acontecer do seu banco original querer tirar alguns dos seus benefícios por conta da portabilidade. Denuncie! Não pode ser cobrado o IOF (imposto sobre operações financeiras). O único que pode sofre alguns custos adicionais é o crédito imobiliário já que exige registro em cartório. Por isso, fique atento aos custos com a documentação no cartório e a vistoria do imóvel: isso pode tornar a operação desvantajosa.

Se quiser saber de mais coisas, acesso o F.A.Q do Banco Central. 🙂

Espero ter ajudado, em breve, vou tentar fazer um post com os bancos e suas taxas pra gente avaliar o melhor.

Anúncios

Deixe um comentário :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s