Financiamento ou Consórcio: O que escolher?

Junto com a decisão de comprar uma casa nova, vem um monte de dúvida sobre qual é a melhor opção. A melhor opção é comprar à vista, é claro, pois você pode conseguir descontos interessantes. Mas a verdade é, não é todo mundo que possui esse valor disponível a qualquer momento.

Sendo assim, é preciso pensar bastante antes de optar pelo melhor método. Hoje trouxe duas formas para comprar um imóvel: Financiamento e consórcio, e vou falar a diferença entre eles para que possam escolher a melhor maneira de começar essa nova etapa.

Vou começar pelo consórcio, que é o mais simples. Ocorre da mesma forma que um consórcio de veiculo. Uma administradora, a partir do número de interessados em comprar um imóvel de um determinado valor, monta os grupos e distribui as cotas. Sendo assim, cada consorciado paga um valor mensal referente à essas cotas. No decorrer do consórcio, o cliente pode ser contemplado com a carta de crédito do imóvel todo mês, por meio de sorteio ou lance. O consórcio é como se fosse uma poupança forçada. Se você é um tipo de pessoa que não tem muita disciplina pra guardar/investir seu dinheiro, essa é uma boa saída, já que você tem que pagar aquela taxa mensal e não tem a liquidez de uma aplicação financeira. O bom de optar pelo consórcio é que não tem taxa de juros, tem uma taxa que paga pela administração; o valor da carta de crédito acompanha o reajuste das parcelas (INCC), mantendo, assim, o seu poder de compra; Ao ser contemplado, você pode usar essa carta de crédito para comprar qualquer imóvel, novo ou usado, em território nacional.

Maaaaaas, o consórcio também possui muuitas desvantagens, tais como: é preciso ter paciência, se você tiver dinheiro pra dar o lance (que pode variar de consórcio pra consórcio), vai ter que contar com a sua sorte para ser contemplado no sorteio, que pode ser no primeiro mês ou só no fim do consórcio. Como eu falei acima, o consórcio é mantido pelas parcelas mensais pagas pelos consorciados. Você deve estar se perguntando, e se algumas pessoas não conseguirem pagar as parcelas no decorrer do período? Sim, isso pode acontecer e acontece. Os consórcios possuem um fundo de reserva para cobrir as possíveis inadimplências. No entanto, esse fundo atende à um percentual de inadimplentes, se o número de inadimplentes ultrapassar o da reserva, provavelmente terá uma Assembleia com os consorciados para definir o que será feito. E na pior das hipóteses, o consórcio pode falir.

Outra opção para conseguir comprar o seu imóvel é fazer uso do Financiamento. Geralmente, os bancos permitem o financiamento de 80% do valor do imóvel. Ou seja, você precisará ter disponível os 20% restante de entrada. Além disso, tem um outro limitador que é a renda familiar, pois a parcela não pode passar de 30% do valor total da renda. As vantagens do financiamento são: não precisa esperar para morar e pode vender o imóvel antes de quitar o financiamento. As desvantagens são os juros elevadíssimos e as parcelas muito mais altas em relação as do consórcio. Vou fazer uma rápida comparação entre os bancos: CEF e Banco do Brasil são os mais procurados para o financiamento imobiliário. Se você tem uma renda mensal de até R$ 2.455,00 e for cotista FGTS os juros podem chegar até 4,6% ao ano, o que é muito bom. De acordo com o Banco Central, a taxa praticada no mercado é de 13,5%. Se a sua renda for superior aos R$2.455,00, o financiamento até pode ser de 100% do valor do imóvel, mas o prazo máximo é de 240 meses, acima disso, volta aos 80%. As taxas de juros pode variar entre 4,6% a 12% ano, o que vai influenciar é a sua renda, o seu relacionamento com o banco e se o cliente é cotista do FGTS.

Porém, as desvantagens não acabam por aí. Além dos juros, o que também encarece o financiamento são as outras taxas, tais como: seguros (cobertura do MIP – Morte ou Invalidez Permanente), se você deu algum bem como garantia, vai ter que pagar a taxa de avaliação do bem recebido, registro no cartório.

Temos como principal diferença entre as duas formas de aquisição o risco do crédito. O financiamento, tem um suporte do banco, pois o risco é dele. Ele “aluga” o dinheiro dos clientes superavitários para os clientes deficitários cobrando uma espécie de aluguel que é denominado juros. Nesse caso, o risco em caso de inadimplência é assumido pelo banco. Já no consórcio o risco é dos consorciados.
O que realmente irá definir a escolha entre Consórcio e Financiamento Imobiliário são as necessidades de aquisição e o capital a ser investido. Se você tiver um prazo maior para adquirir seu imóvel e dinheiro em caixa para efetuar possíveis lances, o consórcio passa a ser mais interessante, vendo que as taxas de administração serão menores que até mesmo os juros sobre juros cobrados sob o financiamento.

Mas, em caso de a necessidade de aquisição do imóvel ser imediata, e você não tem renda ou saldo suficiente para os lances, por exemplo, a melhor alternativa será o financiamento, ainda que possua juros um pouco maiores.

Mas o mais importante de tudo: Não assine nada sem pensar, sem questionar, sem calcular, sem perguntar e duvidar. É uma decisão muito importante na sua vida e que vai refletir em um prazo muito longo. Não tome como verdade o que vê escrito por aí, até mesmo o que escrevi aqui no blog, pois cada caso é um caso, cada financiamento é financiamento e cada consórcio é um consórcio. Tire suas próprias conclusões sempre.

Termino a postagem, mas muito em breve terá uma postagem mais afundo sobre o financiamento, uma vez que após a entrega das chaves do meu apartamento, muito provavelmente terei que fazer um para terminar de quitar o apê.

Anúncios

Deixe um comentário :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s